segunda-feira, 16 de abril de 2012

Cárie de mamadeira

Muitos pais e mães se assustam quando toco no assunto. Nunca imaginam que o excesso de açúcar contido na mamadeira dos pequenos, associado a uma higienização deficiente, pode causar cárie. Justificativas para a doença tão precoce? São muitas! É o dente que nasceu fraco (tem gente que diz que já nasceu cariado!), são os remédios que a criança toma (os antibióticos são imbatíveis!) e por aí vai. Mas se alguns cuidados não forem tomados desde cedo, a criança pode ter uma experiência de cárie muito precocemente. Cuidados simples, mas fundamentais para que ela cresça com saúde.


mamadeira-babando

O que é a cárie de mamadeira?

É um tipo de cárie que ocorre em crianças, geralmente entre 0 e 3 anos de idade, principalmente devido ao íntimo contato de líquidos açucarados com a superfície dos dentes de leite. Como nessa faixa etária a ingestão de líquidos é feita através da mamadeira, daí o nome da doença. Como sinônimos, podemos encontrar cárie rampante, cárie precoce do bebê, síndrome da mamadeira noturna ou cárie por amamentação.

É muito comum os pais relatarem que, ao colocarem seus filhotes para dormir, a mamadeira faz parte do processo. Ou a criança mama antes de se deitar ou, o que é pior, dorme com a mamadeira na boca. E qual o perigo nisso tudo?

O fato de que, na quase totalidade dos casos, os pais não se preocupam em higienizar a boca da criança. Ou porque não querem acordá-la (logo agora que ela deu sossego?) ou porque não acham necessário. E é aí que se enganam.

Durante o sono, há uma diminuição na produção de saliva. Ela, por sua vez, ajuda no processo de autolimpeza da boca. Menos saliva, menos limpa fica a boca.

Com isso, o excesso de açúcar que havia na mamadeira (leites artificiais, achocolatados e por aí vai) fica em contato com os dentes e com as bactérias existentes na boca durante muito tempo, permitindo a desmineralização do esmalte iniciando, assim, o desenvolvimento da cárie.

E o que preocupa?

É que, geralmente, como não há uma limpeza adequada da boca da criança, além da grande quantidade de líquido ingerido, a cárie de mamadeira tem uma evolução muito rápida. Surgem como uma faixa esbranquiçada na superfície do dente, bem perto da gengiva. Em seguida, progride para a cor marrom ou preta e, nos casos mais avançados, a coroa acaba fraturando. Sem contar o grande desconforto que gera na criança como dor, irritação, dificuldade de se alimentar e problemas nutricionais, por exemplo.

Como evitar?

Fácil! O ideal seria que a criança não fosse pra cama (ou pro berço) com a mamadeira, nem tivesse uma de reserva para o caso de acordar durante a noite. Sim, tem pais que deixam uma prontinha ao lado do bebê para não terem que acordar no meio da noite!

Mas, como sei que isso dificilmente vai ocorrer, a recomendação de sempre é: LIMPE A BOCA DO BEBÊ APÓS A AMAMENTAÇÃO! Pegue uma gaze ou a pontinha de uma fralda bem limpinha, molhe em um pouco de água filtrada e passe na boca da criança, retirando todo o excesso de leite nas gengivas, bochechas, ceu da boca, línguas e dentes. É fácil, simples e rápido. E garanto: os benefícios vão muito além de uma bela noite de sono. A saúde do seu filho agradece e merece essa atenção!

Umas dicas bem bacanas sobre o uso correto da mamadeira foram descritas pelo Dr. Alexandre Koga, no blog Ortodontiaparatodos. Vale a pena conferir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário